28 de abril de 2017
Utilize as teclas de atalho Alt+2 para navegar para a área de pesquisa do sítio web.
Utilize as teclas de atalho Alt+1 para navegar para a área de conteúdos do sítio web.

Perguntas frequentes

Em que contexto nasceu o Museu?
O Museu de Alberto Sampaio foi fundado em 1928 para albergar o espólio de arte sacra da extinta Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira e de outras instituições religiosas vimaranenses. Para conhecer um pouco da história do Museu consulte no menu principal a secção MUSEU / História.

Por que razão o Museu é denominado Museu de Alberto Sampaio?
O Museu foi denominado Museu de Alberto Sampaio como forma de homenagear este ilustre historiador vimaranense (para conhecer melhor a sua vida e obra consulte no menu principal a secção MUSEU / História / Alberto Sampaio: vida / Alberto Sampaio: obra). Nenhuma das peças expostas nas salas do Museu pertenceu a Alberto Sampaio. Em reserva, o Museu possui o vestido de batizado do historiador, assim como a sua biblioteca, ambos doados pelos seus descendentes.

Que coleções alberga o Museu?
O Museu de Aberto Sampaio alberga importantes coleções de arte antiga, muitas das quais provenientes de igrejas e conventos de Guimarães. No seu acervo existem 12 peças classificadas como tesouros nacionais. Para conhecer um pouco melhor as colecções do Museu consulte no menu principal a secção COLEÇÕES.

Quais as peças mais emblemáticas do Museu?
As peças mais emblemáticas do Museu são as ofertas feitas pelo rei D. João I a Nossa Senhora da Oliveira em agradecimento pela intercessão da Santa vimaranense na vitória alcançada na Batalha de Aljubarrota: o loudel (veste militar que o rei usou no dia da Batalha) e um presépio em prata dourada. Ambas podem ser vistas na Sala de Aljubarrota. Mais informações sobre estas duas peças são fornecidas no menu principal na secção COLEÇÕES / Ourivesaria / Têxtil.

Qual o horário de funcionamento do Museu?
O Museu está aberto de terça-feira a domingo, das 9h00 às 18h00.
Encerra à segunda-feira, Domingo de Páscoa e feriados de Ano Novo, 1º de maio e 25 de dezembro.

Qual o preço do bilhete de entrada no Museu?
Gratuito: 1º domingos de cada mês; jovens até aos 12 anos; membros da APOM e ICOM; mecenas do Museu de Alberto Sampaio; Escolas
Bilhete normal: 3,00€
Pessoas com mais de 65 anos*: 1,50€
Cartão Jovem*: 1,50€
Cartão de Estudante*: 1,50€

Passe de 2 dias: 7,00€
Passe de 5 dias: 11,00€
Passe 7 dias: 14,00€

* Mediante apresentação de documento comprovativo

O Museu disponibiliza audio-guias aos visitantes?
O Museu de Alberto Sampaio possui um dispositivo electrónico, ou 'tablet', chamado 'Cicerone', que os visitantes podem levar consigo na visita. Contém informação escrita sobre todas as peças da coleção permanente e inclui também a componente audio. Além disso, à entrada é fornecido aos visitantes um folheto com informações gerais sobre as coleções. As salas de exposição possuem ainda painéis informativos e legendas das peças, em português e em inglês.

Como se pode marcar uma visita guiada?
Para marcar uma visita guiada ao Museu deve contactar o Serviço Educativo:
Telefone: 253423916
Fax: 253423919
E-mail: masampaio.se@culturanorte.pt
Para escolher a modalidade de visita ou atividade que melhor se adequa às suas necessidades e preferências, consulte no menu principal a secção PROGRAMAS EDUCATIVOS.

O Museu é acessível a pessoas portadoras de deficiência que se desloquem em cadeiras de rodas?
Presentemente o edifício do Museu não dispõe de infra-estruturas (elevadores e rampas de acesso) que permitam a fácil locomoção de cadeiras de rodas. Contudo, as salas localizadas ao nível do primeiro piso do Museu são mais facilmente acessíveis, pois possuem poucos degraus que poderão ser transpostos com a ajuda de um dos assistentes técnicos do Museu.
O Museu encontra-se, atualmente, a encetar esforços que visam uma intervenção no edifício que permita ultrapassar estas limitações.

O Museu disponibiliza materiais acessíveis a pessoas portadoras de deficiência visual?
O Museu não possui folhas de sala em Braille ou réplicas das peças expostas. Contudo, o Serviço Educativo desenvolveu um conjunto de atividades especialmente concebidas para este tipo de público. Para saber mais sobre estas actividades consulte no menu principal a secção PROGRAMAS EDUCATIVOS / Visitas adaptadas.

É permitido tirar fotografias às salas e às peças em exposição?
De acordo com o “Regulamento de utilização de imagens de museus e palácios, serviços dependentes do IMC” (disponível em www.imc-ip.pt, secção Regulamentos), o visitante está autorizado a fotografar os ambientes gerais dos Museus e Palácios, serviços dependentes do IMC, para fins de uso privado, desde que de tal captação não decorra a utilização de tripé, flash ou qualquer outro tipo de luz artificial nos espaços interiores, e desde que tal captação não conflitue: com eventuais disposições em contrário identificáveis na sinalética do espaço expositivo do Museu/Palácio; com eventuais indicações em contrário por parte dos recepcionistas, vigilantes e demais funcionários do Museu/Palácio; com especiais necessidades de conservação preventiva dos bens culturais móveis ou integrados dos Museus/Palácios.

Quem pode ser mecenas do Museu?
Podem ser mecenas do Museu tanto instituições como particulares. Para conhecer as iniciativas que contaram com o apoio de generosos mecenas consulte no menu principal a secção MECENAS/PATROCINADORES e fique ainda ao corrente da atual campanha de mecenato. Se quiser ser mecenas vai ver que não é difícil!

Podem organizar-se eventos nos espaços do Museu?
Sim. O museu disponibiliza diversos espaços para alugar. Para os conhecer consulte no menu principal a secção SERVIÇOS / Cedência de espaços.

Lista de Conteúdos

  • Recomende este sítio web

Serviços do Site

Rodapé